O q vc tá procurando? Digite aqui

17 de agosto de 2013

NUM OLHAR CAPTURADO


Doce criança de olhar tão quente
Estou absorto até agora
Embriagado em teus olhos sorrateiros
Sem me aperceber das horas

Faminto, fisgado e confundido
Pelas pedras arredondadas
Cravadas em teu rosto de anjo pueril
Ah, palavra nenhuma traduziu

O toque de teus dedos nos meus
Que distância alguma pode dissipar
A melodia que ressoa de teus pulmões
Enche o meu dia de canções

Doce criança do olhar de mulher
A vida une e separa como quer
Para então reunir, reagrupar, como surpresa
E me capturar encouraçado à tua beleza 

Declaro minha fraqueza esta noite
Confesso essa ligeira loucura
Que ligeiramente me balança e sacode
Ao passo que explode em mim o teu olhar...



Para a Cássia


2 comentários:

Bright Eyes disse...

Obrigada, meu amor. É lindo.

Mensagem Efêmera disse...

Lindo demais.