O q vc tá procurando? Digite aqui

11 de outubro de 2011

EU QUERO MINHA INOCÊNCIA DE VOLTA


Eu quero minha inocência de volta
Aquela inocência pueril, colorida
que fazia ter graça viver a vida
Mesmo fedendo a moleque cascão
Que do banho fugia com precisão
Mas pra se sujar do nada aparecia


Quero poder ficar perto dos grandes
que não me corrompam, nem machuquem
que não me roubem, nem deturpem
Apenas me alimentem de comida e amor
Apostem em meus sonhos
E me confortem na dor


Eu quero brincar com as galinhas da vovó
Me empanturrar de doce de leite, chocolate em pó
Quero correr descalço debaixo da chuva
Não é possível que é impossível o que eu podia
Sinto falta de cada detalhe daqueles dias
Onde andam meus queridos amigos agora?


Quero brincar com meus brinquedos bobos
Mesmo que me enganem na casca do ovo
Não quero feder a saliência de gente grande
Quero manter minha integridade de infante
Sorrir à toa, falar besteira, desengonçado entrar na dança
Só quero o direito de ser eu: criança!


2 comentários:

Mensagem Efêmera disse...

Eu também queria tanto isso tudo de volta... :/

Christian V. Louis disse...

Isto não tem volta, infelizmente.