O q vc tá procurando? Digite aqui

4 de fevereiro de 2013

55 CARACTERÍSTICAS DE QUEM MORA EM MACAPÁ



Minha homenagem à linda cidade que amo e prezo tanto, hoje (04/02/2013) completando 255 anos... Com muito bom humor, confira 55 características de quem vive na cidade moreninha. Macapá, feliz aniversário!!! 

MORAR EM MACAPÁ É...


1- Esperar um ônibus por meia hora e ficar p*** quando o mesmo vem lotado ou passa direto;
2- Correr o risco de levar uma “mangada” no inverno;
3- Fugir das câmeras de TV na rua;
4- Deixar pra renovar a carteirinha do SETAP nos últimos dias do recadastramento;
5- Assistir aos jornais locais e ainda assim estar desinformado;
6- Falar mal dos apresentadores de televisão;
7- Ouvir tecnobrega melody (querendo ou não, basta pôr os pés pra fora de casa);
8- Falar mal dos políticos mas sempre fazendo auê nas campanhas eleitorais;
9- Falar mal que o governo inventa muitos feriados, mas no fundo adorar uma folguinha;
10- Falar mal da UNIFAP mas tentar o vestibular pra ingressar nela umas 4 vezes;
11- Correr o risco de ser “bulinado” pela mulher que pega nos bilaus dos caras e nos bumbuns das moças;
12- Comprar jujubas daquele senhor que tá velho demais pra trabalhar e novo demais pra se aposentar;
13- Entrar numa fila e contar sua história pro primeiro estranho que lhe dirigir a palavra;
14- Ir ver os fogos na noite de ano-novo e depois penar nas paradas de ônibus;
15- Achar que o Perpétuo Socorro ainda é o bairro mais perigoso;
16- Reclamar do sol intenso como se isso fosse mudar alguma coisa;
17- Frequentar a Beira-Rio e encontrar todo mundo lá;
18- Frequentar o Shopping Macapá e encontrar todo mundo lá;
19- Não dar o devido valor à cultura local, mas lotar os “shows” de calipso e pagode e as boates que só tocam música gringa;
20- Pegar lotação pra Santana ou pro Marabaixo e ouvir o motorista contar a vida dele e quando menos repara, você tá abrindo o bocão também;
21- Namorar no Trapiche; Terminar namoro no Trapiche; Levar um fora no Trapiche; Dormir no Trapiche, Etcétera no trapiche;
22- Visitar o Trapiche pra ver sua maior atração: O BONDINHO PARADO;
23- Ter preconceito contra gays e lotar a praça do Barão em noite de queimadão;
24- Sofrer ou ver um acidente pelo menos uma vez por dia;
25- Acreditar de primeira em qualquer coisa que é espalhada;
26- Reclamar dos nordestinos mas sempre comprar em seus comércios, mercearias e panificadoras;
27- Catar das ruas as mangas que despencam das árvores no inverno;
28- Não usar as novas paradas de ônibus da prefeitura ou por causa da chuva ou por causa do sol;
29- Competir no trânsito como se fosse pista de corrida;
30- Fazer cursinho no Desafio;
31- Andar boçal na rua só porque tá carregando umas sacolas de compras;
32- Ter crediário na Domestilar;
33- Empinar rabiola (embora o camarada já tenha passado dos 25);
34- Testar 10 orelhões (pq estão todos quebrados) até encontrar um que funcione... mas “come” teu cartão assim que o insere;
35- Fazer uma criança feliz comprando-lhe MICO’S;
36- Sair com os amigos e ir ao parque do forte;
37- Encontrar turistas esquisitos no Marco Zero;
38- Comprar abadá de micareta e depois da folia fazer dele uma vestimenta pra ir a tudo quanto é lugar;
39- Criticar o governo em tempo de expo-feira e ir pelo menos duas vezes lá, gastando uma senhora grana;
40- Topar com as “celebridades” locais nas ruas e tratá-las como reles mortais;
41- Reclamar de produtos importados, mas não dispensar um bom MP18;
42- Rir até o talo das propagandas mal-feitas da TV;
43- Assistir pela 780ª vez ao BAR CABOCLO;
44- Morrer de rir com as mensagens do ALÔ, ALÔ AMAZÔNIA da “RÁDIA” Difusora AM;
45- Ver a banda passar no carnaval e se abrir na risada dos mais ridículos e no fim lamentar a perdição humana;
46- Chegar atrasado propositalmente;
47- Aceitar o atraso naturalmente;
48- Frequentar bares da “alta sociedade”, posar pra fotos do portal NA BALADA e não ter um tostão no banco;
49- Achar ridículo aquela moçada que usa barras de ferro no guidão das bicicletas;
50- Fazer caminhada nas praças e largar a prática depois de uma semana;
51- Ficar doido de raiva de quem escuta tecnobrega ou funk alto no ônibus;
52- Não poder ficar até muito tarde na rua quando se depende de ônibus, pois a partir de onze da noite, Deus nos acuda!!;
53- Reclamar do preço do ingresso de uma peça de teatro local (em geral bem mais em conta do que uma de nível nacional);
54- Tirar do guarda-roupa aquela jaquetinha ou casaco ao primeiro sinal de chuva e queda na temperatura;  
E por fim...
55- AMAR ESSE LUGAR, APESAR DE QUALQUER COISA, POIS É NOSSO LAR QUERIDO!!!

E você, concorda com a lista?? Dê sua opinião!!!

 

Um comentário:

Orion Yataco disse...

Bem característico com o povo amapaense.... me identifiquei...rs