O q vc tá procurando? Digite aqui

10 de novembro de 2012

crônica: A PRIMEIRA VEZ DE OTÁVIO



    Ele havia se decidido há pouco mais de uma semana. Apenas lhe faltava a oportunidade. Sabia que caras com sua idade, 28 anos, que fossem instruídos, esclarecidos e racionais (assim como ele) ficariam chocados com o que ele estava prestes a fazer. Mas a vida tem dessas coisas, há momentos em que se quer provar de novas sensações, experimentar diferentes sentimentos e explorar o terreno do desconhecido.
    Aconteceu após voltar do primeiro turno do trabalho, no ônibus que o levava para almoçar em casa. Otávio tinha tudo preparado. Sua curiosidade era do tamanho do mundo. Entretanto, o nervosismo da maioria das primeiras vezes era latente; Otávio tinha a garganta seca, o coração acelerado. De uma só vez, sacou o telefone celular, desconectou os fones de ouvido e... Mandou ver no funk em alto volume. Tentou acompanhar a reação dos outros passageiros, atento aos seus olhares, mas só podia ver indiferença. Foi um tanto frustrante, mas ao mesmo tempo tenso e aventureiro. Otávio ainda está em dúvida se repetirá a dose algum dia. 

7 comentários:

Mensagem Efêmera disse...

hahahahaha adrenalina pura.

Juliana Braga Nunes disse...

Acho que vou fazer isso um dia, só pra sentir um pouco de emoçao. Gostei da ideia. rs

Thiago Soeiro disse...

Hahaha.. Tuas crônicas são as melhores. Adoro teus textos.

Bright Eyes disse...

hahahaha, Marcos e suas crônicas...amo. Tão gostosa e engraçada.

Dari Sanches disse...

Excelente enredo...senti o mesmo suspense pra saber o que otávio iria fazer assim como senti nos versos inicias de crime e castigo!!! És um artista e tanto, Vinícius!!!

Rodrigo Ferreira disse...

Você me enganou, Sr. Marvin da Cross. xD
Mesmo assim eu adorei a sua crônica! Parabéns! ^^

Samila Lages disse...

tensooo.... XD